LIMITAÇÕES E POSSÍVEIS FALHAS

Nem tudo é perfeito como gostaríamos que fosse, abaixo alguns tópicos transparentes sobre esse tema

Mesmo tomando todas as precauções para oferecer a maior disponibilidade possível, algumas falhas são impossíveis de se prever e evitar. Embora o nosso trabalho seja pautado na excelência, pessoas e máquinas estão sujeitas a falhas. Este documento tem como objetivo alertar sobre limitações e possíveis falhas, mostrando de forma transparente como trabalhamos para oferecer a melhor qualidade e segurança em nossas operações.

1. Ataques
Constantemente sofremos ataques, a maioria deles são contidos rapidamente e sequer afetam o funcionamento dos nossos serviços ou são percebidos pelos nossos clientes.

Os possíveis motivos para a realização de um ataque podem estar relacionados ao interesse de alguém em retirar determinado conteúdo do ar, onde ocorre uma investida contra o servidor onde tais informações estão alocadas ou um interesse maior em prejudicar empresas e usuários, fazendo com que o serviço fique indisponível.

O segundo tipo é conhecido como Ataque de Negação de Serviço Distribuído, DDoS, e tem como objetivo causar a lentidão ou a indisponibilidade de um serviço na Internet. Utilizando-se de um conjunto de computadores para gerar um alto número de acessos simultâneos a determinada rede ou serviço, o ataque causa uma sobrecarga por consumir excessivos recursos como memória, processamento de um servidor e capacidade de tráfego da rede. Ressaltamos que este tipo de ação não se trata de uma invasão e, sim, da invalidação de um serviço por sobrecarga.
2. Como os sites pegam vírus?
Existem milhares de pessoas mal intencionadas na internet, assim como em qualquer outro lugar, tentando aplicar diversos tipos de golpes. Por ser um veículo de comunicação abrangente e rápido, a internet tornou-se um dos meios preferidos de atuação de golpistas, que se aproveitam do anonimato e ingenuidade dos usuários para prejudicar pessoas em todo o lugar do mundo.

Existem diversos tipos de golpes online e a disseminação de vírus em computadores é uma das mais comuns. Quando um computador é infectado, scripts maliciosos instalam programas espiões para roubo de dados pessoais e bancários dos usuários.

As principais formas de contágio são através de e-mails ou sites suspeitos. Abrir arquivos de extensão .doc, .pps, .exe, entre outros, pode ser arriscado, tanto de remetentes conhecidos como desconhecidos. Também não se deve clicar em links suspeitos recebidos por e-mail solicitando recadastramento pois geralmente são falsos.

Sendo assim, um computador infectado é uma porta de entrada de vírus para o seu site. Se o seu site vier a pegar vírus, você terá que fazer uma limpeza em todos os seus aquivos e no seu computador.
3. Falhas de Hardware
Sabemos que máquinas possuem vida útil e também que, ao longo dessa vida elas podem apresentar falhas. Inevitavelmente, fontes de alimentação queimam, HDs podem morrer, memórias podem dar defeito, redes podem perder pacotes, entre outros problemas possíveis de acontecer.

Nós nos preparamos para prever e evitar essas falhas, através de manutenções e troca de equipamentos antes do prazo estimado para o fim de sua vida útil, porém, em alguns casos é impossível evitar que danos ocorram e ações emergenciais são tomadas.

Ressaltamos que todos as máquinas possuem backup e trabalham com espelhamento para preservar os arquivos hospedados conosco.
4. Máquinas falham, pessoas também
Dentre as qualidades da JoinVix® podemos dizer que alguns fatores são determinantes para o sucesso do nosso trabalho: capital humano, infraestrutura e programação de sistemas próprios.

Nossos servidores alojados em um dos melhores datacenters do mundo, localizado na Alemanha. Nossas máquinas são configuradas com espaço em disco de sobra, espelhadas e com backup em 2 países diferentes.

Nossos diretores são grandes especialistas em tecnologia e estão sempre à frente com o que há de mais moderno no mercado mundial de hosting. Nossos colaboradores são profissionais qualificados e em constante aprimoramento de seus conhecimentos e habilidades.

Embora tenhamos nos cercado das melhores tecnologias e profissionais, é impossível garantir 100% de disponibilidade do serviço, pois máquinas podem sofrer danos físicos, e pessoas cometem erros. Isso não é uma peculiaridade do mundo de TI, isso é uma realidade das companhias aéreas, de médicos, de bancos, governos, cidades, etc. Quem nunca chegou atrasado a algum lugar porque um carro enguiçou numa rua e gerou um congestionamento em toda uma região?
5. Por que os scripts possuem limite de tempo para sua execução?
Comercializamos planos de hospedagem em servidores compartilhados e privativos. Nos planos de hospedagem compartilhada as aplicações de cada site utilizam os mesmos recursos do servidor em que diversos outros sites também estão alocados.

Para que tudo funcione adequadamente, são necessárias regras e limitações para evitar que um cliente execute um script que consuma recursos em excesso do servidor e acabe por prejudicar os demais clientes que compartilham o mesmo ambiente.

Em alguns casos, isso pode ocorrer por descuido na criação de scripts mal otimizados e até mesmo por ação de usuários maliciosos: Um script feito de forma que realize continuamente consultas longas ao banco de dados vai prejudicar o bom funcionamento do servidor.

Para garantir que aplicações mal otimizadas ou mal intencionadas prejudiquem o desempenho dos servidores e consequente transtorno para os sites de clientes neles alocados, a JoinVix® ativou um recurso que controla o tempo de processamento (execução) de um script. Na maioria dos casos, 1 minuto é tempo suficiente para a execução de um script. Requisições que ultrapassam este tempo, geralmente, foram mal desenvolvidas e são interrompidas.
6. Propagação de DNS
Ao requisitar o registro de um domínio ao seu provedor de hospedagem, a solicitação percorre diversos trâmites, que vão desde a solicitação formal até sua publicação na Internet, efetuada pela ICANN, órgão mundial responsável pela administração de domínio e DNS.

O momento que antecede a publicação do domínio chama-se Propagação de DNS, que consiste na autenticação do endereço do seu site e atualização no sistema mundial de nomes na Internet.

A partir do momento que é compensado o pagamento do registro, o período de propagação pode levar até 48, de acordo com a política do orgão que administra a extensão do domínio que você registrou (.br, .com, .net e etc).

A JoinVix® não possui nenhum poder de acelerar este prazo. Alguns clientes tem sorte de efetuar o pagamento próximo ao momento de atualização do sistema do órgão e por isso, tem seu domínio rapidamente publicado, enquanto outros precisam esperar por um tempo maior até a próxima atualização.
7. Backup de E-mails
A JoinVix® não disponibiliza o backup de mensagens enviadas e recebidas aos nossos clientes (mesmo em caso de exclusão acidental de mensagens ou pastas), pois, devido ao grande fluxo de mensagens que trafegam em nossos servidores, não é possível realizar backup das mesmas.

Nós realizamos backup apenas da estrutura do serviço de e-mail, ou seja, o sistema operacional do servidor e as configurações dos clientes, pois se um de nossos servidores for danificado nós temos como restaurá-lo.
8. Roteamento
Para que você possa navegar na web ou enviar e-mails, é necessário que uma série de empresas prestem diversos tipos de serviços complementares, que em conjunto mantém no ar a grande rede mundial de computadores.

Publicar um site na Internet, por exemplo, envolve o registro de um domínio, contratação de um provedor de hospedagem, que por sua vez contrata espaço para seus servidores em um datacenter e por aí vai. Além de toda esta infraestrutura, ainda são necessários serviços relacionados ao setor de telecomunicações, que provém o acesso à Internet.

Algumas vezes problemas com serviços de terceiros podem provocar falhas ou lentidão nos serviços prestados pela JoinVix® sem que nós sejamos os responsáveis diretos por tal situação. Por exemplo, o seu provedor de acesso à Internet pode apresentar falhas no fornecimento do serviço. Daí, você é impedido de acessar o nosso sistema, embora nossa infraestrutura funcione normalmente com os demais provedores de acesso e link.
9. Bugs
Para que possamos manter a nossa infraestrutura no ar, somos obrigados a utilizar diversos programas, que compostos por milhares de linhas de códigos, escritas por nossos profissionais e por empresas terceiras. São softwares que gerenciam o hardware e que compõem toda a nossa infraestrutura de servidores.

Toda empresa e profissional de desenvolvimento de software deseja criar sistemas perfeitos, sem falhas ou bugs. Mas falhas acontecem e esses bugs podem provocarerros impossíveis de se evitar.

Quantos sistemas você utiliza em seu computador que repetidamente solicita que você execute atualizações? Ou que você instale uma nova versão de uma ferramenta? O principal objetivo deste procedimento é corrigir falhas, além de lançar novas funcionalidades.